Desviando da BOLA DE LIXO…

bola-de-lixo-1

Estes dias peguei-me triste, coração apertado… procurei, então, perceber a emoção e comecei a pesquisar de onde vinha, buscando qualquer pista que pudesse ter a ver com a sensação que eu estava sentindo naquele instante.

Voltei o filme em minha mente, que nem quando você volta a fita, quadro a quadro, desde o momento em que me dei conta do mal-estar, até encontrar o momento anterior onde eu estava bem…

Já faz algum tempo que tenho este hábito, desde quando resolvi estudar mais a fundo as minhas emoções.

Ao invés de fugir da sensação como é a reação mais comum, varrendo-as para baixo do tapete, eu as investigo, de forma tranquila, mas precisa.

Muitos podem achar que este processo de investigação da dor é pior, contudo eu posso garantir:

Mexer na dor dói, não mexer dói mais ainda.

Vivo dizendo isso aos alunos do Curso de Formação em Programação Neurolinguística (PNL) na Central Kau Mascarenhas, onde sou Assistente de Trainer.

E, como não estou aqui para perder reencarnação, quero mais é me livrar de dores, ressentimentos, culpas, mágoas… enfim… Todos estes sentimentos que nos “empacam”, e nos levam ao mal-estar.

Identifiquei então a Emoção Gatilho, ou seja, onde nasceu a emoção que me fez começar em uma sensação de sentir mal… E bati um papo comigo sobre o que me afligia…

Tratava-se de uma situação pequena, que rapidamente desatei o nó e segui meu dia. Mas talvez se eu não estivesse perceptiva as minhas emoções, isso tivesse se tornado bem maior…

Lembrei-me rapidamente do Richard Carlson, escritor, psicoterapeuta e palestrante motivacional americano, infelizmente falecido precocemente em 2006, aos 45 anos de idade.

Seu livro mais conhecido foi “Não Faça Tempestade Em Copo D’Agua….”, porém meu livro preferido de sua autoria chama-se “Você pode ser feliz”.

Ganhei este livro da Leonor Arocha, uma atriz e mulher incrível que a vida fez a gentileza de colocar em meu caminho!

Nós tínhamos grandes afinidades! A maior delas, além da mesma profissão de atriz, o gosto pela leitura e autoconhecimento.

E foi com um sorriso nos lábios, aliás adorno constante em seu rosto, que ela me apresentou a Richard Carlson!

Em “Você Pode Ser Feliz”, o autor aborda algo tão genuíno, mas que é fantástico, sobre os Estados de Ânimo.

Às vezes, amanhecemos de um jeito mais “na nossa”, mais reflexivo, de astral baixo, porém não necessariamente é algo sério.

“Quando você entende que é seu ânimo – não sua vida – o que mudou de repente, passa a ter uma perspectiva melhor. Essa nova perspectiva ensina a gente a levar os pensamentos menos a sério quando não se sente bem – a pensar mais devagar e desviar a atenção daquilo em que se está pensando.”   Richard Carlson

Pode parecer simples, mas naquela época eu achava que deveria dar atenção a todo pensamento que me passasse pela cabeça.

Eu acreditava que se o pensamento chegasse a minha mente, algum motivo tinha e necessitaria de toda atenção…

Tomar conhecimento sobre esses ensinamentos foi um grande diferencial para mim, naquele momento.

No entanto, a grande sacada é perceber que pode ficar mais sério sim, se colocarmos nossa atenção nisso e aumentarmos a dimensão de forma desnecessária.

A autora Lynn Grabhorn em seu livro: “Com licença, sua vida está esperando”, infelizmente ainda não publicado no Brasil, podendo apenas ser encontrado em português, pela Editora Sinais de Fogo em Portugal, diz algo que possivelmente muitos já sabem sobre a Lei da Atração:

Nosso pensamento e sentimento atraem coisas.

Mas o que é bem interessante que ela fala, e pertinente neste tema, é que quando um pensamento se junta a outro pensamento igual, que você pensou sobre a mesma coisa, em um momento anterior, torna-se mais forte.

E quanto mais pensamentos da mesma coisa, mais potente vai ficando…

Porém, estes pensamentos agrupados e tão potentes, quando se juntam aos pensamentos da mesma natureza, de outras pessoas, torna-se muito maior e ainda mais forte.

Se o pensamento for positivo, proativo, ok. Mas, e se este pensamento for negativo?

Funciona da mesma forma.

Aí você pode dizer:

_ Ah tá… mas onde entra a BOLA DE LIXO?

Exatamente aqui!

Lynn diz que quando estes pensamentos negativos se unem aos pensamentos negativos de outras pessoas, forma uma imensa bola recheada de pensamentos com vibrações negativas, que ela chama de BOLA DE LIXO.

Se você não investir vibrar em uma energia positiva constantemente, esta BOLA DE LIXO, cada vez mais forte, em algum momento, baterá em você.

Mas, o que é mesmo esta BOLA DE LIXO?

Seus pensamentos negativos sobre algo, somados a outros da mesma natureza.

Por exemplo, contas a pagar:

Cada vez que você tem contas a pagar, e ao receber as contas fica mal, triste com isso, você emite uma vibração negativa. Esta se une as vibrações negativas que você vibrou, quando recebeu as contas do mês passado, que se une também as vibrações que você emite, quando precisa comprar algo novo e lembra que você está endividado.

Estas vibrações suas, se unem a de outras pessoas com vibrações iguais, que se une a de outra, e a de outra… e isso forma a tal BOLA DE LIXO.

E esta bola bate em você, trazendo mais e mais falta de dinheiro.

A coisa vai ficando cada vez pior, até que você mude de vibração e a bola não possa mais te alcançar. Não estarão mais vibrando na mesma sintonia.

Esse mesmo exemplo poderia ser aplicado a relacionamentos amorosos, saúde, etc…

Observe bem, ninguém está dizendo para de uma hora para outra você virar o Rei do Pensamento Positivo ou a Mulher Sorriso.

Pensar em coisas positivas e negativas faz parte, o que estou pontuando é para você não levar tanto tempo nutrindo os negativos!

Finalizando, não poderia deixar de homenagear o Richard Carlson, com uma frase que pode ser muito útil:

“E por que nossos pensamentos parecem tão reais?
 Porque somos nós que o criamos.”

Na próxima vez que se sentir um pouco triste, pare um pouco, busque a emoção que te incomoda, e converse com você, ressignificando. reciclando as emoções, afinal, queremos passar bem longe desta tal BOLA DE LIXO!

Magaly Evangelista

26 de maio de 2010.

Gostou?
Comente!
Recomende aos amigos!

18 pensamentos em “Desviando da BOLA DE LIXO…”

  1. Magaly,
    Obrigada pelo texto! Sem saber que se tratava de uma prática da PNL eu já praticava a investigação das emoções negativas para ressignificá-las. E o resultado sempre foi positivo.
    Você tem toda razão quando diz que não podemos "perder a reencarnação". Temos que aproveitar a chance que Deus nos deu de estarmos aqui para nos melhorarmos e contribuirmos para a melhoria do mundo. E os nossos pensamentos são os criadores de tudo. Para as pessoas que querem entender um pouco mais sobre isso, sugiro o filme "Quem somos nós".
    Fique com Deus!
    Um abraço,
    Nanda

  2. Magaly!
    Estou cada vez mais encantada com seus textos viu? A maioria deles parecem se encaixar com determinadas situações que tenho vivenciado. Estou adorando lê-los!
    Todos dizem que sou uma pessoa muito pessimista, e realmente, quase sempre penso antes no lado negativo das coisas para depois tentar enxergar o lado positivo. Minha bola de lixo deve ser do tamanho do mundo, mas não porque eu quero, quer dizer, é porque eu quero, pois como você disse, somos nós que controlamos nossos pensamentos, mas o que eu quero dizer é que essa não é a minha vontade, eu não queria que fosse dessa forma, mas não tenho conseguido mudar.
    Pensamentos positivos atraem energias positivas, pensamentos negativos atraem energias negativas, essas são as frases que mais escuto!
    Às vezes, amanheço do jeito como você disse, meio “na minha”, pensativa, gosto de ficar só, sei lá.. fico triste de repente, por motivos, assim, bobos, mas que me deixam super mal..=/
    Eu queria muito mudar isso, e essa prática da PNL que você disse de investigar as emoções negativas para ressignificá-las me chamou muito atenção, gostei bastante, e espero conseguir colocá-la em prática! 😉
    Continue escrevendo sempre, seus textos são maravilhosos, ajudam demais! Obrigada! 🙂
    Mil beijos ♥

  3. …e quando dizemos sim ao grandioso dizemos não ao pequeno… e à bola de lixo. De verdade, Meg, dar-se conta de que somos responsáveis por nossos destinos é algo muito transformador. Grato por dividir suas sacadas conosco. Seu mundo interior é lindo e você está, a cada texto, nos oferecendo passaporte e tickets para conhecê-lo. Tô sempre nas primeiras poltronas! Te amo! Kau Mascarenhas

  4. "Como sempre, brota de você mais uma pérola, desta vez em formato de Bola do Lixo.

    Meg, você tem um enigma lindo que é nato em sua alma. Fruto de uma semente plantada em terreno certo e fértil. Terreno esse que transformou um simples embrião em uma estrela da sua magnitude e brilho. Que DEUS seja louvado por ter dado a oportunidade desta concepção, vindo do abrigo lindo e maravilhoso do amor de uma grande mãe.

    Sinto orgulho por fazer parte de uma das pessoas sempre lembrada por você.

    Tenha certeza absoluta de uma coisa. Você chegou a mim através de uma ligação maravilhosa, que terei em meu coração por toda a minha vida, ou melhor, que levarei comigo por toda a eternidade.

    Obrigado de coração por você ser a maravilha que cresce mais a cada dia de sua maturidade.

    Que Deus a ilumine muito e sempre minha querida Meg."

    Abraços especiais e calorosos.

    Francismauro Affonso Porto

  5. Amigos,

    Faz um tempo que tomei como missão em minha vida informar as pessoas:

    ESTÁ DECRETADO:

    TODO ser humano tem direito ao bem-estar!

    Essa é minha meta, e pelo que vcs escreveram acima, eu tenho estado no caminho!

    Muitoooooooooo grata!

    Namaste!

    Magaly Evangelista

  6. Ei, mô. Muito bacaninha o seu texto. E muito oportuno também. Em tempo de Copa, a bola é a triz principal. Está em todos os jogos. E a dessa copa foi até reclamada por vários jogadores! kkkkk
    Mas voltando ao texto relembrei um curso que fiz o ano passado, sobre o comportamento do cérebro e os pensamentos. Na verdade, as emoções. As negativas, pelo choque, se armazenam mais rápido do lado direito, que acaba virando um verdadeira lata de lixo. Como a emoção é que baliza nossa vida, e com a falta de cuidado, acabamos transformando nossa vida em 'lixo". Pra combater temos que cuidar de encher a lata de coisas boas, sobrepondo às ruins. Funciona, e como!
    TEm até uma piadinha assim: "Embeleze sua cidade. Jogue fora uma coisa bonita." kkkk
    Até a próxima, querida. Um beijão no coração.

  7. Querida amiga!
    Fico muito feliz em perceber que sabe aproveitar muito bem o dom que Deus te deu.
    Seu texto é lindo, aliás todos os textos do blog é de uma qualidade maravilhosa.
    O tempo só te fez bem(em todos os sentidos).
    É muito bom saber que mesmo longe vou poder voltar a compartilhar de seus pensamentos que muito me faziam bem.
    Há algum tempo venho pervcebendo que algumas mudanças de aitudes e pensamentos vem melhorando minha qualidade de vida e como voce disse, vou contaminando e atraindo pessoas e energias boas. Isto só me tem feito muito bem, deixei de me sentir coitada, incompetente e insegura, e tem ajudado muito a construir confiança e bons valores aos meus filhos.
    Obrigado pela capacidade de doar seus pensamentos com seus lindos textos.
    Vou continuar te seguindo vida afora! Beijos.
    Lêda

  8. Querida Meg,

    Obrigada por nos presentear com este texto tão maravilhoso!
    Vou frisar aqui a frase do Richard Carlson: “Quando você entende que é seu ânimo – não sua vida – o que mudou de repente, passa a ter uma perspectiva melhor”. Nada melhor do que reconhecer esta Verdade e nos desidentificarmos destas sinapses neurais negativas, destes sentimentos indesejados, destes padrões de comportamento limitantes. Ao fazermos isto reconhecemos, como nos ensina Ho’oponopono, que a tristeza, o pesar, o medo, o desassossego são apenas “memórias” insistindo em permanecer no controle, impedindo-nos de reconhecermos QUEM SOMOS e do que SOMOS CAPAZES! Limpá-las, trabalhar com estas energias como Você nos sugere é primordial mas, como você tbém nos alerta, após isto, voltarmos nossos olhos para quem realmente SOMOS NÓS, para a nossa Força Interior e, de ânimo renovado, vibrando em faixas mentais muito mais positivas CRIARMOS o que escolhemos ser/ter/fazer.
    Se temos tanta capacidade de criar todo este lixo por que sempre nos esquecemos que podemos criar Verdadeiros Tesouros?
    Grata, minha querida amiga por sempre nos alertar a fim de reconhecermos em que vibração estamos mas, pc, o que permanecer nela pode nos trazer de RESULTADOS!

  9. Jorge querido!

    Vendo este trecho do se comentário:

    "TEm até uma piadinha assim: "Embeleze sua cidade. Jogue fora uma coisa bonita.""

    Pensei na importância de esvaziarmos, tirarmos de nossa vida o que não queremos, o que não usamos, não necessariamente lixo… mas reciclagem mesmo. Penso que esta á uma grande forma de "jogar fora coisa bonita"!

    Namaste!

    Meg

  10. Luiza amada,

    Pois é…Vc uma grande especialista em Reprogramação Neuronal sabe a importância da limpeza!

    Técnicas como Ho'oponopono, EFT, TAT, ATPP, PNL, SE, One Brain, Thetahealing… ufaaaaaa…rs… são tantas coisas que se pode usar para limpar as memórias que podería escrever aqui até…

    É só escolher, não é mesmo?

    bjs gratos querida!

  11. Maravilha Maravilhosa!

    Me senti em casa aqui no blog!

    Amo Lynn Grabhorn com suas "valvulas abertas" e foi otimo ler seu texto!

    E sim, sim, sim, ficar ligada no q está sentindo, criando a vida, em pleno bem-estar!

  12. Magaly
    Que blog lindo rainha! Nāo o tinha visto,em nenhum outra banda por ai nem mesmo no vibre leve, do amado Billy.
    Eu criei uma tecnica pessoal,muito eficaz para realizar desejos,de uma forma mais rapida, e que pode ser usada para conseguir qualquer coisa!
    Fiz o test amiga com 126 pessoas,e obtivemos quase 85% de feedback positivos!
    Juntei Murphy,Antony,Hay e meus propios principios ,da minha opnião pessoal quanto ao tema aqui descutido. E fizemos milagres!
    Amei o texto e o blog,vou virar fã!
    Beijos açucarados!
    Taillard

  13. Olá Taillard!
    Que bom que gostou!
    É como nosso Gaspa diz, o importante na vida é o que é funcional. E se o que vc criou está funcionando, é por aí que deves seguir!
    Muito doce na sua vida tb!
    Magaly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *